• ethereumEthereum (ETH) $ 3,893.31 2.3%
  • bnbBNB (BNB) $ 600.79 0.07%
  • solanaSolana (SOL) $ 167.40 2.37%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,890.75 2.44%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 1.00 0.02%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.528540 1.18%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 6.47 2.71%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.460909 0.2%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 37.34 0.49%

Hackers Norte-Coreanos do Grupo Lazarus Possuem US$ 47 Milhões em Criptomoedas

Foto do autor

Geraldo Manuel

Publicado em

Nos últimos anos, o ciberespaço tem se tornado um terreno fértil para ataques cibernéticos de várias origens, desde atores estatais até hackers independentes. Entre esses grupos, o Lazarus, conhecido por suas conexões com o governo norte-coreano, se destacou por seus ataques notórios. Recentemente, foi revelado que o grupo Lazarus detém um impressionante montante de US$ 47 milhões em criptomoedas, o que levanta sérias preocupações de segurança e coloca em evidência o uso cada vez mais sofisticado das moedas digitais por parte de atores cibernéticos maliciosos.

Lazarus: Um Grupo de Hackers com Ligações Estatais

O Lazarus é um grupo de hackers que tem sido associado ao governo norte-coreano e que tem operado desde pelo menos 2009. Este grupo é conhecido por suas atividades cibernéticas agressivas e sua participação em uma série de ataques notáveis. Entre esses ataques, destaca-se o ataque ao banco central de Bangladesh em 2016, que resultou no roubo de cerca de US$ 81 milhões. Além disso, o Lazarus também é suspeito de estar por trás do ataque à Sony Pictures em 2014, que causou um grande impacto midiático.

Hackers: Atração Pela Criptomoeda

Nos últimos anos, o Lazarus demonstrou um interesse crescente em ativos criptográficos, aproveitando as características pseudônimas e descentralizadas das criptomoedas para realizar operações financeiras ilícitas com relativa impunidade. Como as criptomoedas oferecem um certo grau de anonimato, elas se tornaram uma ferramenta atraente para grupos como o Lazarus, que buscam evitar a detecção por autoridades e instituições financeiras.

Colecionando Criptomoedas

O relatório que revelou os US$ 47 milhões em posse do grupo Lazarus detalha que a maioria desses ativos está em Bitcoin, mas também inclui outras criptomoedas. O grupo coletou esses fundos por meio de uma série de ataques cibernéticos direcionados a exchanges de criptomoedas, empresas e indivíduos. Uma das técnicas que eles empregaram é a criação de malware de criptojacking, que permite que os hackers assumam o controle de computadores de vítimas para minerar criptomoedas sem o consentimento delas.

O Uso das Criptomoedas para Fins Ilícitos

Hackers e sua atração Pela Criptomoeda

O montante substancial detido pelo Lazarus em criptomoedas levanta preocupações sobre o uso desses ativos para financiar atividades ilícitas, como a aquisição de armas, ações de espionagem cibernética e até mesmo o desenvolvimento de programas nucleares por parte da Coreia do Norte. As criptomoedas oferecem uma maneira eficaz de contornar as sanções financeiras internacionais impostas ao país e podem facilitar o comércio internacional.

Resposta e Mitigação

Diante da crescente sofisticação e atividades cibernéticas maliciosas do grupo Lazarus, as autoridades e empresas de segurança cibernética em todo o mundo estão se esforçando para combater suas operações. Isso inclui a implementação de medidas de segurança robustas em exchanges de criptomoedas e a cooperação internacional para rastrear e identificar os responsáveis por esses ataques.

O grupo Lazarus representa uma ameaça significativa no cenário global de segurança cibernética, com suas atividades cada vez mais direcionadas ao mundo das criptomoedas. À medida que o uso de ativos criptográficos continua a crescer em popularidade, é essencial que a comunidade internacional trabalhe em conjunto para enfrentar e mitigar essas ameaças. Além disso, os detentores de criptomoedas devem estar cientes dos riscos associados ao armazenamento e à negociação de ativos digitais e adotar medidas de segurança adequadas para proteger seus investimentos.

Deixe um comentário