• ethereumEthereum (ETH) $ 3,251.34 2.59%
  • bnbBNB (BNB) $ 609.92 0.75%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.31 2.05%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999724 0.01%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,251.17 2.68%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.545973 0.22%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.81 3.67%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.498539 3.77%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 39.03 1.79%

História das Criptomoedas: O Surgimento do Ethereum e o Crescimento do Bitcoin

Foto do autor

Felipe Nascimento

Publicado em

Seja bem-vindo à série “História das Criptomoedas“, uma jornada que retrocede aos marcos mais impactantes no universo das criptomoedas. Com o apoio da Phemex, esta cronologia convida a comunidade cripto a mergulhar e ponderar sobre os acontecimentos cruciais que delinearam a indústria até sua configuração atual.

O foco deste artigo recai sobre o período entre 2013 e 2015, uma era marcada por avanços notáveis e desafios significativos no domínio das criptomoedas. Este intervalo de tempo foi crucial, com a adoção do Bitcoin pelo mainstream servindo como um ponto de inflexão para o reconhecimento das moedas digitais. Contudo, este período também foi palco do colapso estrondoso da Mt. Gox, ilustrando os perigos e a instabilidade do florescente mercado cripto.

Além disso, testemunhamos o nascimento da primeira memecoin e do primeiro token não fungível (NFT), enriquecendo a criptoesfera com inovações que ampliaram suas possibilidades criativas e funcionais. 

Destacando-se neste período está a criação da rede Ethereum, uma revolução que vislumbrou o uso da tecnologia blockchain além das fronteiras monetárias, pavimentando o caminho para a implementação de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados (DApps). Este marco foi decisivo para definir a direção do ecossistema cripto, lançando as fundações para as inovações e desafios que viriam.

A Expansão do Bitcoin na História das Criptomoedas

Logo após o primeiro halving do Bitcoin em 2012, o BTC atingiu um marco impressionante. Em 28 de março de 2013, seu preço disparou, sendo negociado por volta de US$ 92, o que elevou sua capitalização de mercado a superar a marca de US$ 1 bilhão pela primeira vez, um evento monumental na trajetória das criptomoedas.

Num episódio que capturou a atenção mundial, o Bitcoin alcançou um novo recorde de US$ 190 em 10 de abril de 2013, no auge da crise bancária no Chipre. Esta situação evidenciou as vantagens das moedas descentralizadas, motivando muitos a enxergar o Bitcoin como uma alternativa segura às fragilidades do sistema financeiro convencional. Apesar do pico inicial, o valor do Bitcoin experimentou uma queda acentuada para US$ 68 em apenas uma semana após atingir seu ápice.

Leia também: 

Acompanhe nossa página no youtube

Deixe um comentário