• ethereumEthereum (ETH) $ 3,255.65 2.85%
  • bnbBNB (BNB) $ 608.80 1.08%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.71 2.54%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 1.00 0.12%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.551453 0.6%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,250.88 2.74%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.85 6.05%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.501897 2.74%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 39.25 2.46%

UE Avança na Proteção Cibernética

Foto do autor

Geraldo Manuel

Publicado em

 Com a Nova Lei de Solidariedade  UE Avança na Proteção Cibernética do Continente

Fortalecimento da Segurança Cibernética na União Europeia

A União Europeia (UE) está a um passo de fortificar sua segurança cibernética com a introdução da Lei de Solidariedade Cibernética.

Este marco legislativo busca instaurar um robusto escudo de proteção para infraestruturas essenciais e setores vitais, utilizando ferramentas de última geração como inteligência artificial (IA) e análises de dados avançadas para identificar e neutralizar ameaças cibernéticas com eficácia.

Acordo Alcançado para a Nova Legislação

Após intensas negociações, os Estados-Membros da UE e o Parlamento Europeu concordaram com os termos da legislação.

A Lei de Solidariedade Cibernética, que ainda aguarda a aprovação final, é vista como um pilar crucial na estratégia de cibersegurança da UE, visando estabelecer um sistema avançado de alerta que fornece dados em tempo real para combater proativamente ameaças cibernéticas.

Desafios e Respostas às Ameaças Cibernéticas

No atual cenário de ameaças cibernéticas em constante evolução, exacerbadas pela interconexão das infraestruturas e a utilização potencial da IA para explorar vulnerabilidades, a UE prepara-se para elevar suas defesas.

Com a implementação da Lei de Solidariedade Cibernética, busca-se ampliar a resiliência contra atos de sabotagem cibernética em setores críticos, como saúde e energia, através de um novo Mecanismo de Emergência de Cibersegurança.

Estabelecendo Padrões Elevados em Cibersegurança

Cibersegurança

A legislação prevê a formação de uma Reserva de Cibersegurança da UE, composta por fornecedores confiáveis prontos para responder a ataques cibernéticos significativos. Uma revisão na atual Lei de Cibersegurança facilitará a certificação europeia de fornecedores, assegurando a aderência a padrões elevados de segurança.

Iniciativa para um Escudo Cibernético Europeu

Thierry Breton, Comissário do Mercado Interno, destacou a Lei de Solidariedade Cibernética como uma etapa crucial na construção de um escudo cibernético europeu, promovendo uma cooperação intensificada entre os Estados-Membros.

Este avanço legislativo visa não apenas a proteção das infraestruturas críticas mas também a segurança dos cidadãos da UE diante das ameaças cibernéticas.

A implementação da Lei de Solidariedade Cibernética reflete o empenho da UE em aprimorar sua capacidade de defesa cibernética, promovendo um ambiente digital seguro para todos os seus cidadãos.

Com o apoio de tecnologias avançadas, a UE está determinada a estabelecer um mecanismo de defesa proativo, assegurando a segurança e a resiliência dos setores vitais contra as crescentes ameaças cibernéticas.

Acompanhe nossa página no youtube

Deixe um comentário