• ethereumEthereum (ETH) $ 3,255.65 2.85%
  • bnbBNB (BNB) $ 608.80 1.08%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.71 2.54%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 1.00 0.12%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.551453 0.6%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,250.88 2.74%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.85 6.05%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.501897 2.74%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 39.25 2.46%

11 curiosidades sobre Bitcoin que você não conhecia

Foto do autor

Felipe Nascimento

Publicado em

As  criptomoedas vêm ganhando cada vez mais espaço na mídia mundial, despertando grandes expectativas mesmo em momentos de baixa no mercado. As várias peculiaridades do bitcoin atraem a atenção de investidores e especuladores ao redor do globo, motivando-os a engajar em práticas como o carry trade ou o day trade.

Apesar de sua história relativamente recente, os ativos digitais apresentam curiosidades notáveis, desde sua operação até os diversos produtos e serviços que já foram adquiridos através deles. Descubra a seguir 11 curiosidades sobre Bitcoin que você não conhecia.

Primeira Transação Interespacial de Bitcoin:

Em 2013, a Genesis Mining, uma empresa de mineração de criptomoedas, enviou um balão atmosférico equipado com um papel contendo uma carteira de Bitcoin para o espaço. Quando o balão atingiu a estratosfera, uma transação de Bitcoin foi enviada para a carteira, marcando a primeira transação Bitcoin realizada fora da Terra. Este evento simbólico destacou o potencial global e além do Bitcoin, reforçando a ideia de que as criptomoedas podem ultrapassar fronteiras geográficas e terrestres.

A Cidade do Bitcoin:

11 curiosidades sobre Bitcoin que você não conhecia

Arnhem, na Holanda, é conhecida como a “Cidade do Bitcoin” devido à sua ampla adoção da criptomoeda. Desde 2014, a iniciativa Bitcoin City tem incentivado comerciantes locais a aceitar Bitcoin, tornando-a uma das comunidades mais amigáveis às criptomoedas do mundo. Com centenas de empresas, incluindo restaurantes, cafés e até cinemas aceitando Bitcoin, Arnhem serve como um exemplo prático do potencial de adoção em massa da criptomoeda.

O Mistério dos Bitcoins Perdidos:

Estima-se que cerca de 20% de todos os Bitcoins minerados estejam perdidos ou inacessíveis, principalmente devido a chaves privadas esquecidas, discos rígidos danificados ou carteiras digitais perdidas. Isso equivale a milhões de Bitcoins, valendo bilhões de dólares a preços atuais, que potencialmente nunca serão recuperados. Esse fenômeno destaca a importância da gestão segura de chaves privadas na economia das criptomoedas.

Leia Também: Bitcoin Caminha para uma Grande Valorização 

Bitcoin na Literatura e na Arte:

A fascinação pelo Bitcoin transcendeu a esfera econômica, inspirando obras de arte, livros e filmes. Artistas de todo o mundo têm usado a criptomoeda como tema central de suas obras, explorando tanto seu impacto tecnológico quanto cultural. Além disso, vários romances e obras de não ficção foram dedicados a explicar, debater e prever o futuro do Bitcoin e das criptomoedas, demonstrando o profundo impacto cultural dessa inovação.5

Bitcoin: a Criptomoeda Sem Dono

Bitcoin como "A Criptomoeda Sem Dono"

Um dos fatos mais fascinantes, embora amplamente conhecido, é que o criador do bitcoin atende pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto. A verdadeira identidade por trás desse nome, seja indivíduo ou grupo, permanece um mistério. Circulam teorias de conspiração sugerindo que a criptomoeda poderia ser uma criação conjunta de grandes empresas como Samsung, Toshiba, Nakamichi, e Motorola (SaToshi NakaMoto).6

As Primeiras Mercadorias Compradas com Bitcoin

Esta curiosidade é particularmente especial. No início, as criptomoedas eram uma novidade e não eram aceitas como forma de pagamento. A primeira transação conhecida envolveu a compra de duas pizzas por 10.000 bitcoins em maio de 2010, valorizando cada pizza em torno de US$ 25 milhões hoje. Esse episódio é tão icônico que o dia 22 de maio foi eternizado como o Dia da Pizza Bitcoin. Desde então, produtos diversos, desde carros da Lamborghini até serviços das empresas Dell e Microsoft, passaram a aceitar bitcoins.7

Bitcoin Não Foi a Primeira Criptomoeda

Contrário ao que muitos pensam, bitcoin não é a precursora das criptomoedas. Esse título pertence ao DigiCash, criado por David Chaum, que realizou a primeira transação eletrônica em 1994. Apesar de inovador, o DigiCash acabou encerrando suas operações no final dos anos 1990.

Custo das Transações: Uma Vantagem

As transações em bitcoin podem oferecer economia de custos e praticidade, mas exigem um significativo consumo energético, que supera em quase 4000 vezes o gasto de uma transação com cartão de crédito.9

Quantidade Limitada de Moedas

Quantidade Limitada de Moedas

A oferta de bitcoin é finita, limitada a 21 milhões de unidades. Essa escassez programada garante seu valor no mercado. Até o início de 2020, mais de 18 milhões de bitcoins já haviam sido minerados.10

Perda de Bitcoins por Chaves Perdidas

Transações em bitcoin utilizam um par de chaves, pública e privada. A perda da chave privada implica na impossibilidade de acessar os bitcoins, um cenário não tão incomum e que já resultou na perda estimada de 20% de todos os bitcoins.11

Consumo Energético da Mineração

A mineração de bitcoins é notória pelo alto consumo energético, que varia de acordo com o hardware utilizado, a oferta de bitcoin e o número de mineradores. Estimativas indicam que a mineração pode consumir cerca de 1% do total da energia global.

Este artigo explorou 8 curiosidades sobre o bitcoin, demonstrando aspectos únicos que circundam essa criptomoeda. Você conhece mais alguma peculiaridade interessante sobre o bitcoin? Compartilhe conosco nos comentários!

Conclusão

As criptomoedas, com o Bitcoin liderando a vanguarda, continuam a fascinar o mundo com sua combinação de inovação tecnológica, potencial de investimento e capacidade de desafiar os sistemas financeiros tradicionais. As curiosidades destacadas refletem não apenas a riqueza e a diversidade do ecossistema do Bitcoin, mas também os desafios e oportunidades que acompanham a adoção e integração dessas moedas digitais na sociedade contemporânea.

A história ainda recente do Bitcoin é marcada por episódios que vão desde a compra de pizzas milionárias até o significativo consumo energético necessário para a sua mineração, ilustrando o impacto profundo e, por vezes, paradoxal, que esta criptomoeda tem no mundo. À medida que avançamos, fica claro que o Bitcoin e as criptomoedas são muito mais do que uma simples novidade: representam uma mudança paradigmática na maneira como concebemos valor, propriedade e troca no século XXI.

Leia Também: Analista que previu a valorização do Bitcoin até US$ 72 mil indica cinco criptomoedas com potencial de alta para esta semana.

Acompanhe nossa página no youtube

Deixe um comentário