• ethereumEthereum (ETH) $ 3,250.23 2.8%
  • bnbBNB (BNB) $ 607.75 1.24%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.88 2.64%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999946 0.05%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,250.88 2.83%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.549285 0.08%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.87 5.68%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.504434 0.97%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 39.12 2.14%

Atualização Dencun é lançado na rede principal da Ethereum

Foto do autor

Felipe Nascimento

Publicado em

A Atualização Dencun foi implementado com sucesso na rede principal da Ethereum às 13:55 UTC do dia 13 de março.

Considerado o hard fork mais aguardado desde o Merge, o Dencun promete diminuir drasticamente as taxas de transação para redes de camada 2 e melhorar a escalabilidade da Ethereum.

Apesar do upgrade Dencun representar um avanço importante, ele não resolve todas as limitações das soluções de camada 2, conforme mencionado por Arthur Breitman, co-fundador da blockchain Tezos. Ele compartilhou com o Cointelegraph:

  • “O upgrade Dencun realiza o essencial para expandir os dados que podem ser utilizados pelos rollups na Ethereum, o que deveria diminuir os custos de transação nessas soluções de L2. Embora seja um progresso, os rollups na Ethereum ainda enfrentam severas restrições de capacidade e tendem a se inclinar para práticas de centralização.”

O Dencun chega quase um ano após o upgrade Shanghai, em abril de 2023, que possibilitou aos participantes da rede liberar seus Ether pela primeira vez desde a transição da rede para um sistema de prova de participação após o Merge.

O hard fork Dencun incorpora nove Propostas de Melhoria do Ethereum (EIPs), unindo as melhorias de Cancun, na camada de execução, e de Deneb, na camada de consenso. Cancun visa otimizar o processamento e gerenciamento de transações na camada de execução, enquanto Deneb busca aprimorar a camada de consenso, que define como os participantes da rede chegam a um acordo sobre o estado da blockchain.

Um dos aspectos mais destacados do upgrade, conforme indicado por James Wo, CEO e fundador do Digital Finance Group, é a introdução de blobs de dados através do EIP-4844, conhecido como proto-danksharding. Ele explicou ao Cointelegraph:

  • “[Proto-danksharding] busca reduzir as taxas de transação da camada 2 ao melhorar a disponibilidade de dados, um passo fundamental para tornar a Ethereum uma camada de liquidação escalável.”

Contudo, as reduções de taxas anunciadas não terão impacto sobre os usuários da rede principal da Ethereum, de acordo com um relatório de 6 de março por Max Wadington, analista de pesquisa da Fidelity Investments. Ele observou:

Atualização Dencun é lançado na rede principal da Ethereum
Taxa média de gás no Ethereum. Fonte: Ycharts.

“A curto prazo, os usuários interessados em aproveitar essa redução nas taxas precisarão abrir mão de um certo grau de descentralização e segurança ao optar por transações em L2s em vez da Ethereum. Isso provavelmente encorajará a migração de ativos. No entanto, acreditamos que, para aplicações específicas, realizar transações diretamente na Ethereum continuará sendo a opção preferida, especialmente para transações de alto valor, no médio prazo, à medida que as soluções L2 se desenvolvem.”

As taxas de gás na rede principal da Ethereum ainda são elevadas, ultrapassando os 72 gwei. Uma transação média custaria aos usuários aproximadamente US$86,15 em taxas de gás, enquanto as vendas de tokens não fungíveis têm um custo médio de US$145,60 em gás, conforme dados do Etherscan.

Leia Também: Como realizar investimentos em criptomoedas através da Bolsa de Valores?

Acompanhe nossa página no youtube

Deixe um comentário