• ethereumEthereum (ETH) $ 3,249.30 2.63%
  • bnbBNB (BNB) $ 611.60 1.07%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.01 2.13%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999827 0%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,249.76 2.76%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.544385 0.02%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.78 2.42%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.495802 3.92%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 38.99 1.92%

Relatório indica que Nubank ocupa a sexta posição entre os apps financeiros mais baixados no mundo

Foto do autor

Felipe Nascimento

Publicado em

Dados da empresa de análise Adjust revelam um aumento de 16% na interação com aplicativos de criptomoedas na América Latina, destacando o crescente interesse dos usuários nesse segmento.

O aplicativo da fintech Nubank, conhecida também por oferecer serviços de compra e venda de criptomoedas, alcançou a sexta posição global em número de downloads, superando aplicativos de grandes exchanges como Binance, Coinbase, Bybit, OKX, Bitget, KuCoin, entre outras. Essas informações fazem parte do relatório Mobile App Trends 2024 da Adjust, que também evidencia um aumento de 16% nas interações com aplicativos financeiros na América Latina em 2023.

  • O relatório da Binance indica que as 10 principais criptomoedas valorizaram até 46%, e os protocolos DeFi registraram um crescimento impressionante de até 1247% em fevereiro.
Nubank
Fonte: data.ai intelligence

Além disso, o estudo mostra que a média de tempo gasto pelos usuários em aplicativos financeiros a cada acesso cresceu globalmente de 6,1 para 6,4 minutos. Os aplicativos de criptomoedas, em particular, apresentam a maior duração de sessão, com os usuários mantendo a tela ativa por cerca de 15 minutos, enquanto os aplicativos bancários registraram uma média de 5,94 minutos; aplicativos de pagamentos, 5,68 minutos; e aplicativos de negociação de ações, 11,66 minutos.

Conforme os dados coletados globalmente sobre aplicativos de fintechs e outros segmentos, a América Latina viu um aumento de 16% em sessões ou interações com aplicativos financeiros em 2023, em comparação ao ano anterior. Em contrapartida, a América do Norte observou uma redução de 12% nesse mesmo período.

  • Em 14 de março de 2024, o preço do Bitcoin mostra sinais de uma possível nova alta, com os investidores mirando a marca de US$ 75 mil.

No que se refere a aplicativos exclusivamente de pagamento, a América Latina teve um aumento de 27% nas sessões. Em um contexto mais amplo, os serviços bancários via aplicativos cresceram 82% globalmente e 6% na América do Norte.

  • O relatório conclui que a mudança no comportamento dos consumidores, optando cada vez mais pelos pagamentos via dispositivos móveis, está impulsionando a adoção de aplicativos de fintechs globalmente.

A digitalização dos serviços financeiros tem contribuído para democratizar o acesso a esses serviços, permitindo que qualquer pessoa com um celular e acesso à internet possa utilizá-los. Esse cenário representa uma grande oportunidade, especialmente em regiões com alta taxa de desbancarizados, conforme explica Flávio Levi, diretor de vendas da Adjust.

Após a recente atualização Dencun da Ethereum, as altcoins na rede Solana apresentaram valorizações de até 50%, enquanto o Bitcoin busca suporte na casa dos US$ 73 mil.

Leia Também: O HASH11 é o pioneiro entre os ETFs de criptomoedas na Bolsa de Valores brasileira

Acompanhe nossa página no youtube

Deixe um comentário