• ethereumEthereum (ETH) $ 3,249.30 2.63%
  • bnbBNB (BNB) $ 611.60 1.07%
  • solanaSolana (SOL) $ 157.01 2.13%
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999827 0%
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,249.76 2.76%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.544385 0.02%
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 5.78 2.42%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.495802 3.92%
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 38.99 1.92%

Desvalorização súbita de 9% no Bitcoin resulta em liquidações diárias de US$ 660 milhões

Foto do autor

Felipe Nascimento

Publicado em

Alguns analistas apontaram que o interesse pelos Fundos Negociados em Bolsa (ETFs) pode estar diminuindo e dados econômicos desfavoráveis dos Estados Unidos podem ter desencadeado a liquidação abrupta observada no mercado de criptomoedas.

O valor do Bitcoin R$343.058, sofreu uma queda significativa em um dia tumultuado, registrando US$ 661 milhões em liquidações no mercado de derivativos de criptomoedas em 24 horas, impactando quase 200.000 negociantes.

No início do dia 15 de março, o Bitcoin despencou 7,5% em poucas horas, passando de US$ 72.000 para US$ 66.170.

A criptomoeda chegou a se recuperar levemente, alcançando os US$ 68.000, antes de enfrentar rejeição e cair para aproximadamente US$ 66.900, valor de negociação registrado no momento da redação deste artigo, segundo informações da Tradingview. Atualmente, o preço está 9% abaixo do seu recorde de US$ 73.737, atingido em 14 de março.

A grande parte das liquidações, cerca de 80%, ocorreu em posições longas, somando US$ 525,2 milhões em liquidações nas últimas 24 horas. As liquidações de posições curtas totalizaram US$ 136,5 milhões.

Desvalorização súbita de 9% no Bitcoin resulta em liquidações diárias de US$ 660 milhões

A capitalização de mercado das criptomoedas também registrou uma queda de 9% nas últimas 24 horas, alcançando US$ 2,53 trilhões, com cerca de US$ 175 bilhões sendo eliminados do mercado.

O fornecedor de ferramentas de derivativos de criptomoedas, Greeks Live, mencionou no dia 14 de março no X uma “mudança no ritmo do mercado”, indicando que “a narrativa dos investimentos em ETFs pode estar começando a mudar”, conforme comunicado da empresa.

Pav Hundal, analista-chefe da exchange de criptomoedas australiana Swyftx, comentou ao Cointelegraph que uma correção para níveis em torno de US$ 60.000 ou até US$ 50.000 pode ocorrer se a entrada de recursos em ETFs continuar a diminuir.

  • “Muitos investidores estão preocupados com os recentes dados de inflação [nos EUA], e uma queda sustentada no volume de negociação dos ETFs poderia levar a uma correção significativa.”

“Foi preocupante observar que os aportes nos ETFs de Bitcoin caíram 48% em relação à média de 14 dias ontem”, acrescentou ele.

Os influxos totais para ETFs de Bitcoin à vista foram de apenas US$ 133 milhões em 14 de março, o valor mais baixo registrado neste mês, segundo dados da Farside Investors.

  • “Esta parece ser a correção que estávamos antecipando”, escreveu o analista e trader de criptomoedas CrediBULL Crypto no X.

A recente queda também reduziu a maior parte do interesse aberto acumulado nos mercados de derivativos, observou ele, antes de prever que ainda há mais ajustes a serem feitos, com o preço do Bitcoin podendo recuar para cerca de US$ 63.000 a US$ 64.000.

Leia Também: Dólar atinge a marca de R$ 5 antes das decisões sobre política monetária

Acompanhe nossa página no youtube

 

Deixe um comentário