Vale a pena investir na criptomoeda Luna? Descubra aqui

Filmes pós-apocalípticos mostram a raça humana se salvando ao colonizar outros planetas. Nas criptomoedas, essa salvação está na própria rede (blockchain). É isso que a Terra (LUNA) busca alcançar, depois de passar por um grande desafio. No passado, seu valor despencou drasticamente, mas agora renasce com um plano especial de seu criador, Do Kwon. A proposta para reviver o projeto, chamada Terra Ecosystem Revival Plan , busca fazer melhorias importantes. No entanto, a notícia ruim é que a organização que cuidava da estabilidade do LUNA, o DAO, foi alvo de um ataque hacker. Isso pode levar a dúvidas sobre a confiabilidade do projeto.

Principais Destaques

  • A criptomoeda Luna (LUNA) viu seu valor subir em 123,57% em apenas uma semana, com ganhos também para a TerraClassicUSD (USTC) de 32,09% no mesmo período.
  • A Terra Classic (LUNC) registrou uma pequena queda de -0,55% em seu valor, durante sete dias.
  • Na Binance era possível usar LUNC para margin trading, convertendo-o em outras criptomoedas como bitcoin (BTC) e tether (USDT).
  • As criptomoedas ligadas à Terra são criticadas por serem muito centralizadas e pouco transparentes.
  • Por isso, investidores são aconselhados a evitar colocar dinheiro em qualquer projeto da Terra, até que eles mostrem melhorias em problemas reais, sustentem boas práticas em tokenomics e sejam mais transparentes em seu desenvolvimento.

O que é a criptomoeda Luna?

A criptomoeda Luna (LUNA) é uma moeda digital que faz parte da stablecoin TerraUSD (UST). Ela foi criada em 2018 por Do Kwon, um empreendedor sul-coreano. Ele queria fazer uma rede de blockchain fácil de escalar e útil para empresas. O objetivo era ajudar a usar mais criptomoedas no dia a dia de todos.

Grafico de Hoje  Terra Luna (TERRA)

  • terra-luna-2
  • Terra
    (LUNA)
  • Price
    $0.550
  • Market Cap
    $382.54 M

Grafico de Hoje  Terra Luna Classic (LUNC)

  • terra-luna
  • Terra Luna Classic
    (LUNC)
  • Price
    $0.00010
  • Market Cap
    $613.46 M

História e propósito da Luna

A Luna teve um papel muito importante na TerraUSD. Ela ajudava a estabilizar o valor dessa stablecoin. Usava um sistema chamado Proof of Stake para ser segura e crescer bem. O começo de LUNA 2.0 representou uma nova fase para a Terra, depois de problemas em maio de 2022.

A relação entre Luna e Terra USD

A ligação entre Luna e TerraUSD ajudou muito, mas também levou a um colapso em maio de 2022. Nesse tempo, a UST perdeu seu valor em dólar. Isso fez muita gente duvidar da LUNA e de outras criptomoedas.

Com o Terra, sempre dá para trocar 1 Luna por 1 UST e vice-versa. Essa troca mantém os preços equilibrados. A diferença de preço entre a stablecoin Terra e a moeda normal (fiat) é aproveitada para lucrar também.

Os LUNA são importantes na rede Terra. Eles são usados para pagar por usos da rede, ganhar dinheiro sem fazer nada (staking) e ajudar a decidir o futuro da terra. A mudança para a Terra 2.0 deu ênfase na importância da comunidade, de como ser governada, ser segura e transparente.

Sobre guardar seus LUNA de um jeito seguro, existem carteiras boas para isso. Algumas são Terra Station, Trust Wallet, MetaMask, Math Wallet, Ledger Nano S e Ledger Nano X.

A queda e a crise da Luna em maio de 2022

O dia 7 de maio de 2022 foi marcado pelo início da crise na Luna. Nesse dia, a TerraUSD (UST) perdeu sua paridade com o dólar. Isto causou uma reação em cadeia e levou ao colapso do ecossistema. O valor da UST diminuiu rapidamente, o que afetou a cotação da Luna. O preço da Luna caiu mais de 99%, indo de US$ 119 para menos de US$ 0,0001. Essa grande queda fez muita gente perder a confiança no projeto. Além disso, abalou o mercado de criptomoedas com força, causando muitas perdas.

Causas da desvalorização drástica

 Em maio de 2022, a Luna teve uma queda enorme, de mais de 99,9%. O UST, stablecoin da Luna, despencou de US$ 18 bilhões para 35 centavos. A desvalorização foi tão brusca que o preço da Terra (LUNA) caiu de US$ 119 para menos de milésimos em apenas alguns dias. Terra chegou a valer menos de US$ 0,0001, caindo 82,24% desde seu início.

Impacto no mercado de criptomoedas

Luna chegou a subir mais de 180% em uma semana. Luna Classic ultrapassou US$ 1 bilhão em capitalização de mercado. Entre 25 de agosto e 1º de setembro, a capitalização da LUNC subiu de US$ 665 milhões para US$ 1,87 bilhão. Houve um momento em que o valor de LUNC chegou a US$ 2,23 bilhões.3 Mas logo após, caiu 15,32% em 24 horas. Terra 2.0 teve uma queda de mais de 70% logo nos dois primeiros dias. Já a Luna caiu 19,60% em apenas um dia, sendo vendida a US$ 3,47. Isso afetou negativamente o mercado de criptomoedas.

280 mil coreanos tinham 70 bilhões de LUNA, cerca de US$ 6 trilhões. Eles perderam US$ 1,1 milhão por falhas na Terra Network. Do Kwon, criador da Luna, está devendo mais de US$ 78 milhões ao governo.

Proposta de queimar 1,2% dos tokens foi feita, mas especialistas veem impacto limitado. LUNC é comercializada fora da rede, em exchanges como Binance e Kucoin. O potencial de valorização da LUNC é comparado ao de moedas-meme, como dogecoin e shiba inu. Autoridades investigam Do Kwon, mas ele nega ter contribuído para o colapso de maio.

Planos para reviver a Luna

Depois do colapso da Luna, Do Kwon e sua equipe trouxeram uma nova ideia. Eles propuseram o “Terra Ecosystem Revival Plan 2”. Essa solução envolve fazer uma cópia da tecnologia da Terra. Assim, criaram uma nova versão chamada Terra, com seu próprio símbolo, LUNA.6 A versão antiga passou a ser conhecida como Terra Classic e o símbolo era LUNC.

Propostas dos desenvolvedores

Para fortalecer a comunidade, a equipe vai dar novos tokens LUNA. Isso acontece para quem já tinha tokens LUNC e também para quem possuía UST. Assim, todos ficam mais animados em ajudar. A Terraform Labs, uma empresa conhecida, não recebe essa ajuda. Isso mostra a importância de deixar o controle com as pessoas.

Divisão da blockchain e criação da nova rede

Os desenvolvedores propuseram um passo importante. Eles dividiram a tecnologia da Terra em duas. Nasceu a Terra, com LUNA, e a Terra Classic, com LUNC. Essa foi a base do plano para reiniciar a luna e animar a comunidade.

Distribuição de tokens LUNA

Mais um passo do plano era dar novos tokens, o LUNA. Isso foi para quem tinha LUNC e alguns UST. O objetivo era unir a comunidade a favor do novo começo. Importante lembrar que a Terraform Labs não entrou nessa divisão. Assim, a galera tem mais poder e influência sobre a nova luna.

planos reviver luna

luna criptomoeda vale a pena

Potenciais Riscos e Incertezas

Os desenvolvedores querem retomar a Luna, mas há riscos. Muitos ainda questionam sua confiabilidade, especialmente após os problemas com a UST. Também se falou que um ataque hacker aconteceu na DAO, organização que cuidava do dinheiro da stablecoin.3

A Terraform Labs ainda não pagou US$ 78,5 milhões em impostos na Coreia do Sul. Isso pode trazer dores de cabeça legais. Também pode atrasar os planos de lançar uma nova rede.

Oportunidades no Novo Ecossistema

Mesmo com todas as questões, a comunidade segue interessada. Ela quer ficar por dentro das decisões de gestão. Além disso, mais dinheiro está sendo investido no projeto.

A Luna Classic chegou a valer US$ 2,23 bilhões. Isso mostra que a rede pode se recuperar.